Anúncio

Notícias

Análise de Suicide Squad: Killing the Justice League, o jogo do momento

Analisamos o jogo mais esperado e 'mais odiado' do momento

Análise de Suicide Squad: Killing the Justice League, o jogo do momento
Jesús Bosque

Jesús Bosque

  • Atualizado:

Um ano de atraso, muita negatividade e o fato de um estúdio como a Rocksteady Studios ter decidido fazer um jogo como serviço. Fatores que têm jogado muito contra este jogo.

Esquadrão Suicida: Mate a Liga da Justiça Download

Porque Suicide Squad: Killing the Justice League é um jogo muito divertido, com uma jogabilidade refinada como só a Rocksteady Studios sabe fazer e com quatro personagens e uma história que te deixam sem fôlego. Curiosamente, a pior parte é a que corresponde a ser um jogo de loot.

Sim, é um jogo de loot- ou como chamamos aqui, jogo como serviço – semelhante a outros jogos como Destiny 2, The Division 2 ou o incomparável Warframe. Isso é algo ruim? Não necessariamente, afinal, Diablo IV também é um jogo como serviço, mas dentro do gênero dos ARPGs.

Reitero, é um jogo muito divertido e certamente supera em muito seus concorrentes diretos que agora todo mundo esqueceu e que sim, eram jogos de saqueadores e super-heróis. Estamos falando de Marvel Avengers e Gotham Knights.

Mas vamos por partes, porque, como já disse antes, este jogo é da Rocksteady e se há algo que a Rocksteady sabe fazer é nos dar uma história digna de ser lembrada e, acima de tudo, uma jogabilidade incrível.

Matar a Liga da Justiça?

O argumento é, no mínimo, surpreendente. Porque é verdade que já tivemos dois filmes sobre a Força Especial X comandada por Amanda Waller (ou melhor dizendo, chantageada). Isso é completamente refletido no jogo: são quatro os membros do Esquadrão Suicida: Harley Quinn, Deadshot, King Shark e Capitão Bumerangue. E sua missão é sem dúvida suicida, pois é acabar com a Liga da Justiça. Nada mal.

Com esta premissa começamos, mas ao longo do jogo vamos conhecer novos personagens, vamos relembrar antigas histórias de Arkham, já que o jogo está diretamente ligado aos eventos de Arkham Knight e a Rocksteady nos guia através de uma história onde teremos velhos conhecidos como Enigma, junto com novos personagens da DC que, em vez de estarem em Gotham, estavam em Metropolis

Sem revelar muito da trama, tenho que dizer que houve momentos que me surpreenderam, momentos em que ri e, acima de tudo, momentos em que me afeiçoei aos quatro desajustados que são os heróis do jogo.

Um jogo de saqueadores, mas entendido pela Rocksteady

É verdade que os chamados Looter Games têm uma má reputação e quando a Rocksteady anunciou o que iria fazer, muitos ficaram chocados. Na verdade, o primeiro vídeo extenso de jogabilidade levou muitos a pensar: o que a Rocksteady fez? Sim, havia preconceitos sobre o que a desenvolvedora havia criado. Apesar de o jogo continuar sendo um loot game, é preciso dizer que seria uma versão à la Rocksteady. E isso não é tudo de bom que se poderia esperar.

O melhor deste Suicide Squad é precisamente o ponto forte da empresa: o enredo. O desenvolvimento da história com missões é onde se aprecia muito a mão da Rocksteady.

Todas as missões principais seguem muito bem a trama principal e te colocam no contexto, já que fazem referência aos outros jogos. Aliás, um dos meus melhores momentos jogando foi me sentir caçado pelo Batman. É uma das primeiras cenas onde a Rocksteady nos surpreende, embora não seja a única. Existem mais momentos como esse ao longo do jogo, mas é melhor não revelar muito sobre a trama principal.

Esquadrão Suicida: Mate a Liga da Justiça Download

Por outro lado, Rocksteady, em termos de jogabilidade, se afasta muito do que vimos em Batman. Aqui não há trégua e nos convida a uma série de novidades importantes para um jogo em que o combate à distância predomina. Geração de escudo, sistemas de mira e, o mais importante, sistemas de movimento foram tratados com cuidado e de forma muito diferente para cada personagem.

No meu caso, por exemplo, eu adoro o Tubarão e o Bumerangue, mas cada um deles oferece possibilidades muito diferentes para derrotar os inimigos com uma jogabilidade excelente.

O que não se encaixa? As missões secundárias que servem para subir de nível e que correspondem mais aos jogos de saqueadores. Conseguir equipamento melhor, subir de nível, ter mais habilidades. É aqui que a Rockstar tentou – e na minha opinião não conseguiu – adaptar algumas das missões secundárias dos jogos Arkham. Porque no final, basicamente, são defender um ponto ou matar um número limitado de hordas em três ondas. A única diferença real são os personagens com os quais enfrentamos isso.

Se eu olhar para outros jogos do gênero, como por exemplo The Division 2, o número de elementos é variado e, além disso, como está misturado com facções, você não tem essa sensação de repetição tão acentuada como neste jogo. No entanto, devo dizer que essa repetitividade é um pouco menor do que vimos em dois jogos que seriam seus primos, que são nada menos que Marvel Avengers e Gotham Knights

No entanto, neste caso, quando os outros membros do Esquadrão Suicida são controlados pelos bots, não podemos reclamar, porque eles realmente nos ajudam com suas habilidades tão diferentes e o fazem de forma eficiente. Sim, a IA é boa e é algo que será muito importante no Endgame, onde o jogo comete vários erros de iniciante

O Endgame… O que é o Endgame?

Ao analisar um jogo de saqueadores depois de ter experimentado alguns, sempre há dois aspectos que você deve levar em consideração: como chegar ao final do jogo e o próprio final do jogo. No caso de Suicide Squad, toda a campanha, bem como as missões secundárias, são apenas o quadro que leva você ao final do jogo, essa parte que você deve desfrutar de forma contínua e que tem desafios suficientes para te atrair.

Assim como Destiny, assim como The Division ou assim como os MMOs, que no final das contas são o mesmo tipo de jogo, mas com outras regras.

E é aqui que Esquadrão Suicida falha miseravelmente. Porque o objetivo final é basicamente realizar uma série de incursões (que não passam de missões do mesmo tipo, mas em um cenário diferente). É verdade que jogá-las no início é divertido porque a jogabilidade é excelente e, além disso, há um incentivo: um movimento específico do esquadrão que você precisa desbloquear. Mas, obviamente, isso tem um limite. A repetição das mesmas missões, após algumas horas de jogo, acaba se tornando tediosa.

Esquadrão Suicida: Mate a Liga da Justiça Download

E sim, é verdade que as melhorias estão chegando quase imediatamente, mas considerando que o jogo foi adiado por um ano inteiro, esperávamos ter pelo menos uma ‘masmorra’ para jogar. E ainda mais, esperávamos um sistema de Matchmaking eficiente que nos colocasse com outros jogadores para jogar. 

Por que não está funcionando? Por um erro já cometido por outro jogo: Marvel Avengers. E é que você não pode repetir personagens, isso limita completamente o matchmaking aleatório para algumas missões e, portanto, você terá que jogá-las sozinho. A única coisa boa é que neste jogo, os bots, como já mencionei, têm uma IA muito boa.

E a parte artística?

Tecnicamente, estamos claramente diante de um jogo de nova geração. Metropolis está extremamente detalhada, os diferentes personagens não são apenas críveis, eles têm grandes interpretações (de fato, Harley Quinn tem momentos absolutamente brilhantes) e em relação ao número de inimigos na tela, é avassalador.

Além disso, eu adorei tudo relacionado à Liga da Justiça corrompida por Brainiac. Não apenas porque percebemos isso no aspecto gráfico, mas também nas vozes, nas expressões, proporcionando alguns dos melhores momentos no aspecto técnico do jogo.

E o melhor de tudo: sem queda de ‘frame-rate’. Pelo menos no PS5 que testamos, o jogo se mantém sem problemas o tempo todo.

Esquadrão Suicida: Mate a Liga da Justiça: grandes ideias se não fosse um jogo de loot

Suicide Squad: Killing the Justice League é um jogo que eu estava ansioso para jogar e, sinceramente, não me decepcionou em nada durante a campanha para um jogador. É verdade que você pode jogar com amigos, mas também pode ser considerado um jogo para um único jogador com vários bots que nos acompanham. Sua história, personagens e jogabilidade me conquistaram… mas é um jogo de loot.

E isso implica compará-lo com outros jogos do gênero. Tem boas ideias, tem potencial para ver o que está por vir no futuro, mas não ter nem mesmo uma masmorra no jogo inicial e limitá-lo a fazer missões em outro cenário, mas as mesmas missões, não é o que se pode considerar um bom jogo de loot.

Esquadrão Suicida: Mate a Liga da Justiça Download

A favor da Rocksteady, tenho que dizer que a jogabilidade é incrível e que teremos novo conteúdo quase imediatamente, mas há muita concorrência nesse setor e, uma vez concluído, só me resta esperar. Em um mercado com tantos jogos, pode não ser suficiente para voltar a ele quando o primeiro conteúdo chegar.

Jesús Bosque

Jesús Bosque

Os mais recentes de Jesús Bosque