Dicas e apps offline para economizar no plano de dados da internet

Economizar, economizar e economizar… Se você não faz parte dos Yellow Blocs, a palavra já fez e, presumo, faz parte do seu vocabulário atual. Para donos de celulares, tudo gira em torno de economizar. Economizar a bateria. Economizar nos apps. Economizar o espaço de armazenamento. E, taão importante quanto… economizar no plano de dados.

Nós, do Softonic, uma espécie de economistas natos ao contrário, juntamos aplicativos e dicas para você diminuir o consumo de dados. Boa parte das nossas sugestões é gratuita e não requer muitos recursos ou espaço. Mas, antes de começar, é necessário entender o vilão da história: os serviços que mais consomem dados do pacote limitado.

Quando o hábito de navegação é o mesmo no celular

Seja qual pesquisa você encontrar sobre os sites mais acessados no Brasil, as primeiras posições dificilmente mudarão. Facebook, Google, YouTube e portais de conteúdo que mesclam reportagens sérias sobre economia, política e guerras com galerias de fotos sobre cafeterias felinas no Japão são os endereços mais visitados na rede brasileira.

E cada página consome uma quantidade de megabytes diferente. O UOL Tecnologia mensurou a quantidade de dados consumidos destes serviços. Um episódio de 10 minutos no Netflix gasta, em média, 100MB. Escutar música na internet, 13MB. Ligar pelo Skype por apenas dois minutos, 4MB. Enviar 40 mensagens no WhatsApp, 1MB.

Até aplicativos de conversação consomes dados
Não pense que aplicativos de conversação não consomem dados

Não tem como usar o smartphone do mesmo jeito como nos computadores. Reproduzir um vídeo do YouTube ou carregar galerias de imagens com 40 fotografias de gatos ou comida vão reduzir seu plano de dados a pó em pouco tempo. Se você quer economizar a quantidade de dinheiro gasta com internet no celular, é preciso mudar alguns hábitos.

E ativar a compactação de dados do seu navegador.

Como configurar seu navegador para reduzir o gasto de dados

Os navegadores, em geral, contêm funções para diminuir os dados enviados e recebidos. Mas nem todos apps possuem estes recursos nativos. O Firefox é um deles. A quantidade de informações só é amenizada usando complementos. O Gfycat, que converte animações para o enxuto HTML 5, e o JX PictureSettings, para imagens, são duas opções ao problema.

Já o navegador do Google, o Chrome, é mais simples. Toque nos três pontinhos do browser para acessar o menu de configurações. Depois, escolha Configurações > Gerenciamento de largura de banda > Reduzir uso de dados e acione o item de compactação. Mantenha a opção para pré-carregar sites apenas com Wi-Fi habilitado.

Recurso do Chrome economiza e compacta o tráfego na internet

O browser padrão do Android é outro aplicativo que consegue gerenciar o tráfego. Primeiro, toque nos três pontinhos para acionar o menu. Depois, acesse Config. > Gerenc. largura de banda > Pré-carregamento de página da web e, a seguir, assinale a opção Apenas com Wi-Fi. Se quiser economizar mais um pouco, desmarque a caixa Carregar Imagens.

Se você preferiu a leveza do Opera como navegador principal, habilitar a função para compactar os dados é ainda mais simples. Toque no logo do aplicativo e ative o modo Off-Road. A tecnologia de compactação é indicada para situações em que a conexão não esteja aquelas maravilhas. O Safari e o Internet Explorer não oferecem nada parecido.

Aplicativos para medir o tráfego e otimizar a conexão

Na ausência dos navegadores que comprimem dados, só restam aplicativos para preencher a lacuna. Uma opção é o My Data Manager [Android | iOS]. Tido como um dos programas mais completao do gênero, você pode configurar o tipo de plano, pré-pago ou periódico, definir o limite da quantidade de MB a ser gasto e monitorar os aplicativos que doem no bolso. Tudo isto envolto por gráficos fáceis de serem lidos.

My Data Manager monitora os dados usados diariamente

Já o Onavo Extend [Android | iOS] é outra opção para reduzir o tráfego de dados. De interface descomplicada, você pode economizar na qualidade das imagens, diminuido a definição, escolher o tamanho máximo do cache e acompanhar diariamente a quantidade de informações salvas pelo app.

Caso seja um usuário do Windows Phone, o Data Sense é uma das boas opções disponíveis. Você pode informar o tipo do seu plano, o dia do mês para reiniciar a contagem de dados consumidos e o limite mensal. O 3G Watchdog [Android], gratuito, consegue informar o tráfego diariamente e projetar a gastança do mês.

O que fazer quando não tiver internet?

Se por alguma ocasião especial a sua conexão cair, não fique desesperado. Há e sempre haverá vida depois da internet. O problema é se isto acontecer durante uma viagem, no meio da estrada. Em casos assim, sempre tenha à mão um aplicativo de mapas offline, como o OsmAnd ou o OpenMaps. O Google Maps faz o mesmo, mas não em mapas brasileiros.

O Google Drive também funciona sem conexão. Para habilitar o recurso, no menu lateral do Drive, escolha Off-Line. Assim, é possível escrever ou retocar qualquer texto, planilha e apresentação. Por fim, o Pocket [Android | iOS | Windows | Mac] guarda páginas da web para ler sem conexão. Entre em Settings e selecione Offline Download Section.

Pocket armaneza vídeos e textos com imagens para dias sem conexão

A função é bastante bem-vinda para quem precisa armazenar informações de consultas, como roteiro turístico, artigos especiais do Softonic e até mesmo vídeos. O processo é o mesmo: escolha um conteúdo e salve para ler ou assistir mais tarde. Claro que nada impede de usar o aplicativo para matar o tempo vendo piadas no YouTube.

Independente da sua operadora, se você escolheu um plano pré-pago e limitado, é preciso ficar atento aos seus hábitos e a quantidade de dados consumidos. É a regra de ouro para não ter surpresas ou ficar sem conexão quando mais você precisar.

Tem alguma dica para compartilhar com a gente? Escreva nos comentários!

Leia também:

Carregando comentários

Últimos artigos