Três dicas para se sentir seguro ao fazer compras online

Conheço muitas pessoas que ainda não compraram na internet por medo de serem roubadas ou enganadas. Mas basta seguir três dicas para evitar o pior.

Meus pais são parte desse grupo de pessoas que nunca compram online. Se eles encontrarem algo que gostam, me pedem para pagar e depois me dão o dinheiro. É muito confortável para eles, mas não para mim, porque, no final, eu termino sendo o cartão de crédito deles…

Cansado desta situação, quis explicar de uma vez por todas que comprar online é muito seguro se eles seguirem algumas regras de segurança. Eu dei a eles três dicas básicas que podem ser aplicadas para a grande maioria das compras pela internet. Por que três? Porque é um número fácil de lembrar.

Olhe a barra de endereços antes de pagar

A barra de endereços é a parte do navegador de internet onde é mostrado o endereço do site que você está visitando, aquele que contém “www” e “.com”. Raramente prestamos atenção, o que é um risco quando navegamos.

Barra de endereços

A barra de endereços contém o caminho do site que você está visitando (http://www…)

Agora imagine que você está prestes a pagar. O formulário pede que você digite o número do cartão. Antes de prosseguir, olhe para cima a barra de endereços e veja se tem um cadeado.

Cadeado de segurança da URL

Esquerda: conexão não segura. Direita: segura (com o ícone do cadeado)

O ícone do cadeado é a maneira que os navegadores web têm para lhe dizer que a conexão é segura. É um sinal de que os dados não podem ser capturados por hackers.

Esta é a forma como as páginas  seguras são exibidas nos navegadores mais usados. O bloqueio é sempre visível do lado esquerdo, exceto no Internet Explorer, que está à direita.

Cadeado de segurança da URL dos navegadores

Mas o bloqueio é apenas o primeiro passo. Para ficar ainda mais tranquilo, clique sobre ele para obter informações adicionais, como se a página é confiável.

O que o Opera mostra quando você clica sobre o cadeado: o site é seguro

Note que a maioria dos navegadores modernos irão alertar se o site que você está visitando tem uma má reputação graças aos esforços conjuntos do grupo anti-phishing APWG, no qual estão Google, Yahoo e Microsoft! e EBay.

Aviso de phishing - ou páginas falsas - no Firefox

Este aviso do Firefox informa que a página que você abriu é perigosa

Utilize um cartão pré-pago ou um aplicativo de pagamento online

A maioria dos bancos oferecem cartões pré-pagos ​​para compras online. Qualquer cartão de débito ou de crédito que não está conectado com a sua poupança serve. Todos os cartões possuem sistemas anti-fraude e dão um prazo para fazer reclamações.

Outros sistemas de pagamento como o PayPal ou Google Wallet têm a vantagem de guardar as informações de pagamento e protegê-las. Dessa forma, você não terá que digitar os dados novamente. É claro que, nesse caso, eu recomendo usar senhas fortes, pois esses serviços são como sua carteira virtual.

Para reclamar, na maioria dos casos, você tem 60 dias. Links diretos:

Imprima ou guarde a nota de cada compra

Depois de comprar, não feche a aba ou navegador. Imprima o recibo ou salve a página como um arquivo PDF. Os dados serão utilizados mais tarde para fazer reclamações relevantes ou apresentar uma queixa para as autoridades.

Sempre salve seus recibos em PDF

O Chrome permite que você guarde a página em formato PDF: é gratuito e ecológico

O segredo é não ter pressa

As três dicas apresentadas não são infalíveis, mas eliminam a grande maioria dos riscos. Se eu tivesse que adicionar um conselho geral, seria o de não ter pressa: nesses anos de experiência, eu pude ver que as pessoas que controlam os pequenos detalhes e observam as coisas são aquelas que tendem a ter menos problemas.

[Artigo original em espanhol]

Leia também

Carregando comentários