XPocalipse: guia de sobrevivência para o fim do Windows XP

Oito de abril de 2014: o dia em que a Microsoft deixará de corrigir as falhas de segurança do Windows XP. A dúvida: é possível seguir usando um sistema operacional abandonado? A resposta é sim, mas com observações importantes.

É definitivo: a partir do dia 8 de abril de 2014, a Microsoft deixa de criar atualizações de segurança, incluindo as mais urgentes. É uma consequência natural do fim do ciclo de vida usado pela Microsoft; o velho Windows XP morre para dar espaço aos novos.

O resultado mais importante é que, a partir deste momento, as correções mais críticas só estarão disponíveis para grandes empresas, não para o usuário final. Nem ao menos poderão ser distribuídos, já que estarão protegidos por um acordo de confidencialidade.

Por que não será seguro usar o Windows XP depois de 8/4/2014?

Para quem continuar com o Windows XP depois da data, a Microsoft prevê uma exposição constante a vulnerabilidades, um cenário bem negativo, cheio de malwares correndo livres por milhões de PCs novos e antigos. Sim, milhões de PCs; depois de doze anos de vida, o Windows XP segue firme e forte em mais de 30% dos computadores mundiais. E no Brasil, 10% da base de máquinas com Windows ainda trazem esta versão da plataforma.  O que isso significa para a segurança dos usuários? Que os malwares ganharão terreno em qualquer máquina que siga com o XP.

Gráfico Windows XP

Mais de 30% dos PCs no mundo usam XP (dados de outubro de 2013, TNW)

Windows XP se infecta muito mais facilmente que o Windows 8

Segundo um relatório (PDF) da própria Microsoft, as taxas de infecção em computadores que rodam o Windows XP SP3 são muito maiores que as do Windows 8, cuja arquitetura é mais segura. E isso, mesmo com um volume semelhante de malwares encontrados.

Gráfico Infecções Windows

Taxas de infecção vs. taxas de malware encontrados (fonte: Informe SIR Vol. 15)

A conclusão, segundo a Microsoft, é clara: é bom abandonar o barco do Windows XP antes que ele afunde com todos os seus dados. Para alguns, porém, esta não é uma alternativa viável, em parte por questões de compatibilidade, em parte por questões financeiras para comprar um novo PC, em parte por puro e simples apego.

Por outro lado, quem planeja migrar para o Windows 7 ou 8 e ainda não o fez, se encontra em uma situação limite: exposto às intempéries de um sistema operacional vulnerável, corre o risco de perder suas informações ou, pior, vê-las caírem em mãos pouco amigáveis.

Sobreviver com o XP é possível, se você souber lidar com ele…

Acreditamos que é possível usar o Windows XP depois da data do “XPocalipse” sem ser vítima dos malwares. Mas é difícil. Requer blindar o sistema, ser proativo na hora de avaliar as ameaças de segurança e ainda agir com extrema cautela.

Se você é um dos destemidos que quer resistir com o  XP, estes são os procedimentos que recomendamos levar a cabo desde o primeiro momento, se quiser evitar a maioria dos riscos de segurança e problemas de compatibilidade. Por sua conta e risco, ok?

Instale um antivírus gratuito com suporte ao Windows XP

Diversos antivírus seguem dando suporte ao Windows XP. Enquanto escrevo este texto, a maioria funciona no sistema sem problemas. Dois que recomendo fortemente são o Avast! e o Avira; o primeiro por seu atualizador de programas e o segundo pela sua leveza.

Antivírus Avast

Evite o MSE: a partir de julho de 2015, o Security Essentials deixará de receber atualizações no XP, expondo sua máquina às novas ameaças de segurança que surgirem a partir daí.

Desative os plugins

Java

Os vírus mais perigosos dos últimos anos infectaram milhões de PCs graças às vulnerabilidades do Java e outros plugins. Os complementos são um ponto fraco até para o navegador mais seguro. Veja o exemplo do Firefox, que bloqueou o Java por padrão, e desativa ou desinstala os plugins mais críticos. E o Java é apenas um deles, já que os ataques também visavam o Flash e Adobe Reader. Comece a limpeza com um bom desinstalador de programas.

Atualize seus aplicativos com o Secunia PSI ou Softonic para Windows

O Windows vai parar de ser atualizado, mas você pode continuar a manter os outros programas em dia. Um detector de vulnerabilidades, como o excelente Secunia PSI, verifica a versão dos programas instalados e os atualiza para você.

PSI Security

Um recurso parecido está disponível no Avast! com seu atualizador de programas, mas ele se concentra nos softwares mais críticos, como plugins e navegadores web. Uma boa opção é usar o Softonic para Windows, que também busca para você as últimas versões.

Use navegadores com suporte para Windows XP

A última versão do Internet Explorer disponível para Windows XP é o Internet Explorer 8. Além de ultrapassada, ficará cada dia mais vulnerável, já que também deixará de receber correções da Microsoft.

Chrome XP

Por sorte, os responsáveis pelo Firefox e Opera anunciaram que seguirão compatíveis com o Windows XP por mais tempo, e o Google fará o mesmo com o Chrome até abril de 2015, o que dará um tempo para quem continuar no sistema. Por isso, instale agora mesmo o Chrome ou Firefox.

Considere a opção de instalar um pacote de correções não oficial

Alguns voluntários estão preparando um Service Pack 4 não oficial para Windows XP. Algo que já aconteceu com o Windows 2000 quase dez anos atrás, quando recebeu um SP5 não oficial. Neste caso, o esforço coletivo se baseia no XP SP3, acrescentando todas as correções lançadas desde então e alguns extras, como o tema Royale.

SP 4 Windows XP

Captura de tela do instalador do Service Pack 4 nÃo oficial (fonte)

Em nossa opinião, é uma iniciativa louvável, mas não é a solução para os problemas que os usuários do XP enfrentarão quando terminar o suporte da Microsoft. Um SP não oficial, que não foi testado pela empresa, pode expor o equipamento a instabilidades e erros difíceis de resolver.

Quer atualizar? Passe para o Windows 8.1 sem deixar o XP

Se quiser seguir com o XP, você pode, mas a escolha pode se tornar insegura e desconfortável. Um sistema operacional abandonado exige dos usuários um nível de cuidado e atenção constantes. Não é para qualquer um. Nosso conselho para quem não está convencido é atualizar diretamente para o Windows 8.1, uma versão que aparou as arestas do 8. Ao atualizar do Windows XP SP3 para o 8.1 são mantidos os arquivos pessoais (os programas não).

Windows 8.1

O melhor de tudo é que se você quiser continuar com o Windows XP, pode fazer isso com segurança em uma máquina virtual, um PC emulado que funciona como se fosse um programa a mais. VirtualBox e VMware Player são máquinas virtuais gratuitas que possibilitam esse processo.

Virtualização Windows XP

A vantagem de rodar o Windows XP em uma máquina virtual é que nada que acontecer nela pode afetar o sistema principal: mesmo que um vírus consiga infectá-la, desfazer o estrago é tão simples quanto “rebobinar” para um estado anterior.

Você faz parte da resistência XP ou só está esperando o Windows 9?

Artigos relacionados:

[Artigo original em Espanhol]

Carregando comentários