Ajuste a sua privacidade no Facebook e prepare-se para a Graph Search

O Facebook fez um carnaval danado para anunciar a sua nova ferramenta de busca social, batizada Graph Search. A nova busca permitirá que você consiga, por exemplo, digitar “amigas solteiras que vivem em São Paulo” e receber uma lista completa das meninas com as quais a sua interação deveria ser mais frequente.

Basicamente, a busca social faz uma varredura completa em perfis, likes, fotos, vídeos e status, para mostrar ao usuário resultados mais apurados e alinhados a um critério de proximidade e interação.

Pode parecer sensacional mas, como sempre, tem gente que pode não gostar da exposição exagerada. Se você está neste grupo de pessoas, talvez seja a hora de dar uma geral nas opções de privacidade e fazer pequenos ajustes para não aparecer nos resultados da Graph Search. Confira as nossas dicas:

1. Passe um pente fino no seu Registro de Atividades

Ainda bem que o registro de atividades existe. Isso porque você tem uma ideia de tudo o que fez no Facebook até o momento. Desta maneira, é possível filtrar e excluir o que você não quer mostrar.

Vá à página do seu perfil e clique no botão “Registro de Atividades”, embaixo da sua foto de capa:

Na tela seguinte, na coluna esquerda, estão todas as publicações disponíveis, tanto suas como dos seus amigos. Ao selecionar uma delas, você verá uma lista de conteúdo, com as opções de privacidade de cada um deles, como na imagem:

Ao clicar no símbolo de privacidade – representado pelas silhuetas de duas pessoas – aparecem os níveis de exibição de cada conteúdo.

Você ajusta tais configurações manualmente e individualmente. Vai demorar para deixar tudo como você quer, mas é a única saída. No caso dos “Likes” é mais fácil: você simplesmente apaga o like ou deixa de curtir o conteúdo.

As opções mais úteis no Registro de Atividades são, sem dúvidas, as configurações de Fotos. Na parte superior da página, existe a opção “Compartilhado com:” e dá para exibir ou ocultar uma ou mais imagens simultaneamente:

2. Restrinja todas as postagens antigas da sua linha do tempo.

Modificar tudo o que você já publicou no Facebook desde que criou uma conta pode dar um trabalho danado. Revisar todas as postagens e recados deixados no muro há dois, três anos? Buff!

Ainda bem que o Facebook tem uma ferramenta que permite você restringir para apenas os seus amigos tudo o que já apareceu no seu perfil. Basta ir nas Configurações de Privacidade e, em “Quem pode ver meus itens“, acionar a opção “Limitar publicações anteriores“. Isso fará que apenas os seus amigos poderão ver o que foi publicado no seu perfil até hoje.

Caso tenha dúvidas, confira nosso tutorial de como restringir as publicações antigas no Facebook.

3. Limite o acesso e as informações de aplicativos

A busca social do Facebook ainda não funciona com aplicativos, mas… Alguém tem alguma dúvida que estará integrada logo, logo? Claro, será uma maneira do Facebook comercializar publicidade 100% direcionada. Se bem explorada e bem vendida, será uma mina de ouro.

Para não disponibilizar esta informação, clique no cadeado, no canto superior direito de qualquer página do Facebook, selecione “Ver mais configurações” e, em seguida, clique em “Aplicativos”, na coluna da esquerda:

Na coluna do meio, o Facebook exibe quem tem acesso aos seus aplicativos. Caso você queria restringir estes acessos, clique em “Editar”, vá a “Publicações em seu nome” e em seguida selecione “Somente eu”:

4. Curta páginas com moderação

Quando você fizer a busca das “amigas solteiras que vivem em São Paulo”, o Facebook usará, principalmente, a lista de páginas que você curte e os interesses pessoais para preencher os resultados da pesquisa. Então, talvez seja o momento de usar o botão “Curtir” com menor intensidade para não ter todas as suas preferências indexadas.

Quer reduzir a quantidade de Likes que você já deu no Facebook? Mais uma vez, vá à sua Linha do Tempo e, embaixo do botão de “Registro de Atividades”, clique em “Opções Curtir”, como na imagem:

Clique em “Editar”, no canto superior direito da página e comece a fazer a festa:

Aqui, você tem duas opções. A primeira é deixar de curtir as páginas com as quais você não quer ter vínculo algum. A segunda é ocultar uma categoria inteira como, por exemplo, música ou TV.

5. Atualize suas informações pessoais em “Sobre”

Tem muita gente que gosta de avacalhar as informações pessoais no Facebook. Pode ser divertido ver uns perfis comédia de vez em quando mas, sem precisar pensar muito, está claro que Mark Zuckerberg está bebendo na mesma fonte do LinkedIn.

Imagine que um executivo está buscando “profissionais de saúde de Porto Alegre que vivem em Manaus”. Se você se encaixa neste perfil, estas informações devem estar claras em seus dados pessoais.

A busca social também vai integrar estes dados e pode ser uma boa forma de empregadores irem atrás de novos talentos. Imagino que você não vai querer que informações falsas caiam nas mãos de pessoas erradas e atrapalhem a sua vida pessoal e profissional

6. Prudência e caldo de galinha não fazem mal a ninguém

Muita gente se queixa do excesso de informações disponíveis nas redes sociais. Primeiro: quer privacidade total? Então, corra, Lola, corra: as redes sociais são o oposto de privacidade total.

Nós já falamos sobre o porquê o Facebook não é para crianças, como usar o Facebook com mais segurança, como bloquear convites de aplicativos no Facebook, como bloquear pessoas no Facebook e até fizemos um guia definitivo sobre o Facebook. Entretanto, uma regra de ouro é básica: você é quem manda no que acontece na sua página do Facebook.

Enfim, tenha cuidado com o que você compartilha, quem você marca em suas fotos, quem você aceita como amigo e etc… Tudo depende do seu bom senso.

Carregando comentários